Project

General

Profile

Neurofeedback na Reabilitação do AVC

User documentation
12/15/2016

Uma em cada seis pessoas em todo o Mundo irá sofrer um AVC ao longo da sua vida e em
Portugal, é uma das principais causas de morte. As sequelas de um AVC têm uma grande repercussão na qualidade de vida dos doentes e elevado encargo financeiro e social.
O Neurofeedback é uma técnica não-invasiva que contribui para a neuroplasticidade, abordando os excessos e défices de bandas de frequência individuais favorecendo a sua correção. No entanto, a recuperação da função perdida no AVC não está ainda correlacionada com o Neurofeedback.
Objetivo: Estudar a eficácia do Neurofeedback na reabilitação do AVC com mais de 6 meses e
desenvolver um protocolo de treino com base no aumento das ondas alfa.
Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo de caso em dois indivíduos: um do sexo
masculino com 63 anos vitima de AVC isquémico no hemisfério esquerdo em 2013 e outro do sexo feminino com 77 anos que sofreu AVC isquémico no hemisfério esquerdo em 2006. O protocolo pretendeu estudar o aumento das ondas alfa nas posições Oz e Cz para o individuo do sexo masculino e feminino respetivamente. Foram realizados cerca de 14 testes para a avaliação da evolução da fluência verbal, leitura, equilíbrio e velocidade da marcha, por exemplo. O treino de NF consistiu em 15 sessões com a duração de 1h cada distribuídas ao longo de 4 meses.
Resultados: Os dois indivíduos apresentaram melhorias na fluência verbal (sexo masculino) e
no equilíbrio e funcionalidade da marcha (sexo feminino) e especialmente ao nível emocional. Estes apresentaram uma tendência positiva no aumento do parâmetro IAB, no entanto, só o individuo do sexo feminino conseguiu aumentar o seu alfa.
Considerações finais: O treino realizado nestas regiões Oz e Cz parece ter uma influência no aumento do Alfa e na auto-regulação das ondas cerebrais destes indivíduos. No entanto, não se verificaram melhorias significativas nestes indivíduos que permitam ser possível relacionar os efeitos do treino de NF na reabilitação de vitimas de AVC seguindo o protocolo aplicado. Em estudos futuros sugere-se um protocolo com aquisição de mais sinais procurando estudar outras áreas cerebrais com influência na lesão apresentada como, também, sessões de duração mais curta, mais horas de treino de NF e por um período no tempo mais alargado.

Files

TESE - NF vs AVC - Ana Dias 2016.pdf (2.1 MB) Agostinho Rosa, 12/15/2016 09:41 AM